(11) 5071-7146 - Geral
(11) 93088-5918 -cursos 
(11) 9731-19698 -Agendamento & ambulatório
Segunda à Sexta-Feira 09:00 às 17:00
R. Serranos, 119 Saúde - SP - Brasil

Moxabustão: técnica essencial para acupunturistas


A medicina chinesa é cheia de nuances e de técnicas, engana-se quem acredita que se refere apenas ao uso de agulhas.


Por ser a China um país continental, em cada clima e região determinadas técnicas foram mais desenvolvidas, entre elas a de moxabustão.


Moxabustão nada mais é que o uso da queima de ervas para estimular determinadas regiões e estruturas do corpo através da pele.

Usada em pontos de acupuntura ou em técnicas especiais ela trata basicamente tudo que uma agulha trata, mas acrescida de estímulo pelo calor, pela fumaça e pela erva que está sendo usada na queima.


O produto usado para queima é uma produzida da planta Artemísia, que tem o poder de estimular e potencializar o efeito do calor, atingindo o efeito terapêutico necessário.


Temos basicamente duas escolas principais que empregam a moxabustão, a escola chinesa e a escola japonesa.

O que as diferencia é a grande sutileza da escola japonesa, que usa o calor e a queima da erva de forma diminuta, usando pequenos cones de lã de Artemísia na forma de grãos de arroz para o estímulo mais profundo dos receptores termoceptivos e assim, estimula um determinado processo na resposta neuro-imune humoral dos organismos.


Em muitos locais é considerada um ritual que envolve uma série de atitudes e preceitos, tendo sido desenvolvida por mestres que dão nome as diferentes técnicas.


Já a moxabustão chinesa é mais intensa e massiva.

O calor é mais superficial e mais intenso chegando a formar cicatrizes na pele em determinadas técnicas. Geralmente na técnica chinesa o uso de artefatos como caixas e bastões são mais comuns, bem como o uso de outras ervas que se usam em conjunto com a queima da Artemísia.


As duas formas de trabalho da moxa, tanto a japonesa como a chinesa têm um efeito maravilhoso quando corretamente usadas e entendidas, muitas vezes sendo mais efetivas que o simples uso do estímulo com agulhas.

O domínio destas técnicas é essencial para o acupunturista, pois aumenta seu arsenal terapêutico para atingir a cura mais rapidamente nos pacientes. Não perca essa chance!

O Instituto conta com um curso completo de moxabustão, com enfoque nas escolas chinesa e japonesa, suas particularidades e usos. Confira em nosso site na página de cursos.


Boa Leitura!


Eduardo Lobo Junior