Como Dizer adeus aos Pets

As pessoas na atualidade estão cada vez mais ligadas aos animais. Na hora da morte ou passagem como alguns preferem chamar, existe sempre um sentimento grande envolvido.

Vamos analisar um pouco o que podemos dizer sobre esta hora tão difícil para muitos.





Antes de mais nada temos que entender que somos feitos de uma matéria física que com o tempo vai se desgastando – uma lei natural de nosso planeta e da combinação de matéria e energia a que ele está ligado (alguns chamam de combinação corpo material – corpo espiritual).


Assim por ser uma lei natural todos dentro deste planeta na forma de matéria tem uma data final de validade, ou seja, todos vamos passar por este processo de mudança. Se o corpo físico continuar ligado a energia que o alimenta ele vai acabar se deteriorando, o que vemos com o envelhecimento e as alterações que este corpo sofre.


O corpo então é algo perecível e que vai como que se desintegrando – morrendo dia a dia. Entender isso já é o primeiro passo para entender e se preparar para a hora do adeus.Assim passamos de um organismo organizado, com reações químicas e físicas organizadas para um organismo cujas reações metabólicas vão se perdendo e se cansando, parando de funcionar.

Com isso temos que entender que a naturalidade da morte é uma necessidade do corpo físico e com isso a maior perda que temos é o sentimento da presença do ser em nossa companhia.




Mas não devemos esquecer da outra parte da equação – a energia. Ela persiste e estará sempre presente, nas memorias, nos acontecimentos passados e mesmo como o espírito que é imortal e estará sempre, perto ou longe, ligado por energias conectando o ser humano e o animal.


Se você tem religião que acredita em reencarnação, saberá que ele estará voltando e sempre em evolução. Se não acredita em reencarnação saberá que ele estará em um local protegido que algumas religiões falam que é o céu, onde também estará em conexão com o seu tutor. E se você não acredita em religião saberá que a energia se preservara e que o sentimento de carinho, afeto e proximidade entre animal e humano estará em algum lugar formando novamente e trazendo sempre estes neutrinos, fótons, elétrons ou outras subpartículas próximas a você e em você como toda a matéria que persiste e forma o universo .


Então na hora da partida sabedores que sempre estaremos próximos a este ser que nos acompanhou temos que acreditar e ter certeza de que mesmo não mais na forma e na nossa presença ele estará sempre liado a pessoa. Assim mesmo que seja uma hora triste onde o sentimento de perda aparece, temos que corrigir e agradecer por tudo que recebemos e que pudemos doar a este ser e aceitar agradecendo a oportunidade de ter esta matéria e energia especiais de um animal ao nosso lado.



Toda ruptura, toda mudança geram energias antagônicas, aceite que será mais fácil, tenha fé que será sempre ouvido e entenderá a tudo.


Seu companheiro estará sempre com você, mesmo que no seu coração.


Ass: Prof. Eduardo Lobo


34 visualizações
(11) 5071-7146 - Geral
(11) 93088-5918 -cursos 
(11) 9731-19698 -Agendamento & ambulatório
(51) 9830-48361 - Agendamento e ambulatório rs
Segunda à Sexta-Feira 09:00 às 17:00
MatRiz:rua Pereira estefano 356(entrada pela rua alcatrazes - SP -sp
 
filial: rua dom pedro II, 967 -Bairro niterói - canoas - rs