top of page

Principais problemas do paciente dermatológico veterinário

Fala Vet!

Eu sei o quanto as doenças de pele podem ser desafiadoras em nossa prática clínica. Por isso, não tinha como ficar sem falar sobre as principais doenças dermatológicas encontradas em cães e gatos e compartilhar informações valiosas sobre o diagnóstico e tratamento dessas condições.


Vamos aprofundar nossos conhecimentos em dermatologia veterinária e oferecer o melhor cuidado aos nossos pacientes de quatro patas! ♥


1- Dermatite Alérgica: é uma das doenças de pele mais comuns em cães e gatos. É essencial compreender as diferentes causas, como alergias alimentares e alergias ambientais, e discutir os sinais clínicos que podem indicar essa condição. As opções de tratamento, podem incluir mudanças na dieta, terapia tópica e imunoterapia, para ajudar nossos pacientes a encontrarem alívio. Claro, não restringindo apenas a essas.


2- Infecções Fúngicas e Bacterianas: são problemas dermatológicos frequentes em cães e gatos. Ter conhecimento das espécies de fungos e bactérias que podem afetar a pele de nossos pacientes e discutir os sintomas associados a essas infecções é parte essencial dos pilares que fundam o tratamento. Em seguida medicamentos antifúngicos e antibióticos vão entrar em cena tanto quanto a importância de destacar a higiene adequada para evitar recorrências.


3- Sarna e Parasitas Externos: podem causar desconforto significativo em cães e gatos. Os diferentes tipos de sarna, como a sarcóptica e a demodécica, e discutir os sintomas e os métodos de diagnóstico com professores qualificados vão fazer toda a diferença. Banhos especiais, medicamentos tópicos e sistêmicos, e enfatizar a importância da prevenção e controle de pulgas e carrapatos; tudo isso junto forma um tratamento de visão ampla.


4- Tumores de Pele: são uma preocupação comum em cães e gatos. Ter conhecimento de como analisar os diferentes tipos de tumores cutâneos, desde os benignos até os malignos, e discutir os sinais que podem indicar a presença de um tumor são o primeiro passo. Abordar as opções de tratamento, como a cirurgia e a terapia adjuvante, e destacar a importância do diagnóstico precoce para melhores prognósticos; isso irá permitir uma comunicação clara com o tutor.


E para quem quiser ainda mais dicas, ou conhecer cursos que tocam em todos esses pontos: visite o nosso Instagram clicando: https://www.instagram.com/equilibrium_cursos


Te espero lá ♥

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page