Estudando a influência do ser humano na doença do animal



Trechos de anotações do livro em fase final de produção, do Dr. Eduardo Lobo :

O veterinário elegante (nome provisório).


A relação intervencional de energia entre animal e ser humano ocorre neste nível – o nível mental, e a doença como que penetra energeticamente através desta dimensão orgânica, atingindo tanto a parte dos corpos superiores, como principalmente o corpo físico, que então manifesta sintomas clínicos inicialmente e posteriormente, com a continuidade da ação físico-energética, manifestando doenças em diferentes níveis de intensidade neste corpo físico.



Quanticamente pensando e supondo serem verdadeiros os nossos entendimentos, temos um pensamento gerando neutrinos equilibrados ou desequilibrados – gerados com energia ou sem energia, que se conectam em grupos a um campo morfogênico através da ação das micropartículas quânticas gravitacionais – os gluôns , que pela interação com os múons do ambiente e os fótons também do ambiente, na combinação neutrino, gluôn ou fóton

sintetizadas pelos gluôns, levam a formação de um elétron, próton ou nêutron que produzem desequilíbrios captados pela matéria, tanto do próprio ser humano como do animal que está próximo e geram as sensações de bem estar, que seriam produzidas pelas ideias alegres e de progresso, mas inversamente pelas ideias de dor e desarmonia gerando também os desequilíbrios e doenças, dependendo de tipo, forma e carga de cada partícula gerada.



Tudo modulado internamente em cada organismo por uma glândula pineal que através de seus cristais a base de quartzo e ferro hematita, modulam a luz e a geoposição magnética no processo energético e por meio da melatonina modulam os sistemas circadianos de funcionamento do organismo.


Também através da dimetil triptamina, produzida igualmente por esta glândula pineal influenciada quanticamente, modula a interface entre a energia e a matéria por seus efeitos intersinápticos, que podem ser referidos como modulação pensamento/energia – matéria/neurotransmissão.


Quando entendemos que o nível é de partículas subatômicas, percebemos a sutileza do pensamento e de suas consequências, trabalhando estes corpos de energia vital e de energia da consciência.

O que em diversas situações falamos é que a geração dos pensamentos causa extremas alterações no ambiente (inclusive que a doença do animal vem sempre do desequilíbrio do tutor) e com as propriedades físicas do processo quântico citadas aqui mais uma vez:

  • dualidade – processo material ou energético / processo positivo ou negativo

  • probabilidade – processo que pode ocorrer em qualquer parte do sistema, desde a parte física a parte emocional e do pensamento

  • imediatismo – a doença e a cura ocorrendo imediatamente sem necessidade de tempo.

O processo se inicia ou cessa de forma imediata. A cura é possível até na forma do que os seres humanos chamam de milagres.


A influência do observador – cada um interfere no processo conforme a sua capacidade.


Mudando a forma de observar no processo ele pode evoluir para a cura ou o agravamento. Isto tanto para o terapeuta que tem que ter a intenção da cura para atingi-la, como para o doente que tem que ter a intenção de se curar para que esta cura ocorra. Ambos são parte integrante deste processo, com certeza existe ainda a influência do meio em que estão que também passa a ser um observador influente e da forma como interagem e aceitam ou não este meio.



A mente que interage neste processo, a mente límbica ou emocional é o início do processo de doença e cura. Nos animais é este processo de recebimento de energias dos seres humanos quem coordena e explicitamente age no corpo físico para o processo de troca de elementos e de saúde ou doença.

88 visualizações
(11) 5071-7146 - Geral
(11) 93088-5918 -cursos 
(11) 9731-19698 -Agendamento & ambulatório
(51) 9830-48361 - Agendamento e ambulatório rs
Segunda à Sexta-Feira 09:00 às 17:00
MatRiz:rua Pereira estefano 356(entrada pela rua alcatrazes - SP -sp
 
filial: rua dom pedro II, 967 -Bairro niterói - canoas - rs