Alergias: um desafio para a Medicina Veterinária



Leia ou ouça!

E aproveite para seguir a gente no Spotify - Equilibrium Podcasters






Dentre os vários problemas dos animais, e também das pessoas, as alergias são grandes desafios na medicina, tanto ocidental como oriental.


Na medicina ocidental o uso de anti-inflamatórios esteroidais é praxe no tratamento da alergia, aliviando os sintomas, mas não curando a doença. Os efeitos são impressionantes recuperando o animal totalmente de seus sinais clínicos, porém os efeitos colaterais do uso destes fármacos são devastadores, especialmente no seu uso prolongado.


A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) oferece uma alternativa para o tratamento sem estes efeitos colaterais da terapia com corticosteróides. Os resultados não são tão consistentes de imediato como no uso destes fármacos, mas não tem nenhum efeito colateral ou contra-indicação.


Cerca de 60% a 70% dos animais tratados para alergia usando a MTC, tem uma qualidade de vida altamente melhorada e geralmente um bom controle dos sinais clínicos de coceira e lesões de pele, porém o tutor deve estar a par que não se consegue um controle se não houver uma colaboração e insistência do tratamento.


São geralmente necessárias sessões semanais de acupuntura e o uso de fórmulas fitoterápicas chinesas que devem ser usadas diariamente nos animais, além de uma adequação na dieta do animal.


Somente lembrando que a melhor forma de acabar com a alergia é um bom diagnóstico, que envolve desde a confirmação do problema de pele ser mesmo uma alergia, até se descobrir qual o agente que causa a alergia.


Geralmente, em 90 % dos casos os problemas são os parasitas como as pulgas e o carrapato.

Em 8 % dos casos este problema está associado à alimentação e nos dois por cento restantes a qualquer fator externo, como poeira, pólen e outros fatores irritantes. Temos então 90 % de chance de ser uma dermatite alérgica a pulgas, 8 % de ser uma alergia alimentar e 2 % de ser uma atopia. São estes casos de atopia os mais complicados de se resolver.




Como desafio a alergia causa muitas dores de cabeça ao dono do animal e ao veterinário, mas a MTC em especial, a fitoterapia e a acupuntura são mais uma opção para ajudar no bem-estar do seu animal.


Por último e mais importante a correção do meio ambiente é essencial, chamada defeng shui pelos chineses. As energias podem sim ser trabalhadas e melhoradas no ambiente, já diziam e trabalhavam os chineses a mais de 3.000 anos. E que tipo de energia você deve trabalhar?


A pele está relacionada com o contato e defesa aos agentes externos. Assim, se temos um desequilíbrio no animal, com certeza, temos um desequilíbrio na energia do exterior, ou seja, da casa. Portanto, fazer o tutor aceitar o meio em que vive e tratá-lo vai, com certeza, curar o animal energeticamente e com isso, o físico se cura também
















Boa Leitura!

Eduardo Lobo

53 visualizações
(11) 5071-7146 - Geral
(11) 93088-5918 -cursos 
(11) 9731-19698 -Agendamento & ambulatório
(51) 9830-48361 - Agendamento e ambulatório rs
Segunda à Sexta-Feira 09:00 às 17:00
MatRiz:rua Pereira estefano 356(entrada pela rua alcatrazes - SP -sp
 
filial: rua dom pedro 11, 967 -poa -rs